Social Icons

domingo, 25 de agosto de 2013

Alcest - Discografia Comentada

Essa é mais uma daquelas bandas difíceis de rotular, motivo pelo qual não separamos nossas postagens por marcadores de gênero. Além do fato do Alcest ter mudado completamente a proposta assim que começaram a lançar álbuns de estúdio, sua "nova" sonoridade é extremamente difícil de definir, pois mescla diversas influências que variam dentro do Rock e Metal, inclusive áreas menos comuns como o chamado "Post-Metal" e o Shoegaze. A mudança foi positiva? Ô, se foi! Tenho certeza que essa é uma das bandas mais profundas que você conhece/vai conhecer na sua vida.
O Alcest possui uma musicalidade atraente, viajante e melancólica que acaba criando um campo gravitacional que suga aqueles que são fãs de bandas tristes e lentas. A influência do Black Metal Norueguês cai como uma luva na proposta, uma vez que é completamente compatível com a atmosfera, complementando de forma sensacional toda a frieza e depressão do instrumental com guturais rasgados e estendidos acompanhados de eco, como se estivessem no topo dos Alpes Franceses. Mas a banda não fica só nisso, pois também usa e abusa principalmente dos vocais limpos, que são delicados, lentos, sofríveis.
A banda foi fundada no ano de 2000 em Bagnols-sur-Cèze, na França, por iniciativa do multi-instrumentista Stéphane Paut, conhecido pelo nick "Neige". Sua intenção era iniciar um projeto solo, mas acabou que o guitarrista Aegnor e o baixista Argoth se juntaram a ele (que cuidava dos vocais, guitarra e bateria), transformando o Alcest em um trio de Black Metal.
Já em 2001 o primeiro trabalho saiu: a demo "Tristesse Hivernale", através da Drakkar Productions. Péssima qualidade de gravação, atrativo zero. Quem ouvisse esse mini-disco na época não faria ideia de que a banda não seguiria no Black Metal, nem que viria a ser tão boa naquilo que viria a fazer. Pouco após o lançamento, o Alcest voltou a contar apenas com Neige, que aproveitou para mergulhar em águas mais pessoais, se afastando do Black Metal cru e adotando um direcionamento que condiz mais efetivamente com aquilo que realmente o inspira em vista da profundeza e do sentimentalismo provido pelo novo gênero. É devido a essa inspiração que a banda tem a profundeza que tem, pois retrata muito o íntimo do músico. Quando criança, ele tinha sonhos com uma "terra encantada", um outro mundo, cheio de cores, formas e sons que não existem em nosso plano. Logo, o Alcest é na verdade um lindo convite às suas lembranças mais inóspitas e secretas.
Agora sozinho, pensando nessa nova e inspiradora linha que o EP de duas longas faixas "Le Secret" foi lançado em 2005, novamente via Drakkar Productions. O compacto é a cara, ainda não tão bem moldada, mas muito bem apresentada, do que o projeto realmente é nos dias de hoje. O perfil do que viria a ser constantemente esculpido: uma sonoridade negativa e brisante que executa uma espécie disfarçada de Depressive Suicidal Black Metal, somada a influências de Post-Metal, Gothic MetalShoegaze, entre outras, o que o leva a não se resumir a riffs distorcidos de guitarra, mas também a muito, muito violão e sintetizadores ambientais que trazem à sua mente cores pálidas e névoa.
Em março de 2007, Neige assinou com a Prophecy Productions, possibilitando o lançamento do maravilhoso debut "Souvenirs d'un Autre Monde" em agosto daquele mesmo ano. Esse é o trabalho mais 'light' do Alcest. Possui uma atmosfera bem tranquila e uma sonoridade que funde o triste e o belo. É também o registro que menos explora os guturais, mas isso não afeta tanto a experiência pelo mundo do francês, pois apesar da técnica ser mais utilizada nos discos posteriores, não chega a ser integralmente.
O lançamento seguinte foi o lindíssimo "Écailles de Lune", que brotou em 2010; o primeiro com o baterista Winterhalter, que ingressou no ano anterior, fazendo da banda uma dupla. De fato, ele representa o início de uma "escala à lua", trocadilho que estou fazendo com "Escalas da Lua" (tradução do nome do disco), pois os arranjos aqui utilizados tanto pelas guitarras quanto pelos teclados são um pouco mais pesados, e a aura é um pouco mais turbulenta, apesar de manter o clima viajante e dopante com eficácia, além de utilizar mais frequentemente os desesperados e desabafantes vocais guturais rasgados, remanescentes da influência do Black Metal Norueguês.
Após relançar o antigo EP "Le Secret" em 2011 (agora contendo duas faixas adicionais) a fim de rechaçar dúvidas sobre sua musicalidade que rolavam em matérias pelas revistas afora (assunto no qual tratarei mais abaixo), a sequência da travessia pelos estranhos sonhos de infância de Neige se seguiu em 2012 com mais um álbum entorpecente, agora intitulado "Les Voyages de L'âme", que, seguindo a "escala lunar" do antecessor, é ainda mais turbulento pesado, porém igualmente sentimental e profundo. No finzinho do ano, o live "BBC Live Session" veio à luz, um disco lindo e que nem parece que é ao vivo devido à pesada calmaria.
Atualmente, Neige está trabalhando no quarto álbum de estúdio, que se chamará "Shelter". No momento sua mixação já está concluída, portanto, a expectativa é de lançamento ainda em 2013.
Inegavelmente, o Alcest é uma fantástica banda que nos presenteia com uma sonoridade diferente e muito íntima, muito pessoal. O mais bacana é entender que a musicalidade é um tanto estranha exatamente pelo cunho sonhador que Neige introduz. Mas há controvérsias: ao meu ver, aos meus ouvidos, de fato, é uma banda de Depressive Black Metal/Shoegaze. É melancólico. É triste. Os guturais transmitem sofrimento. Mas também é uma banda bela. O Neige não gosta dessas comparações. Com isso, considera ter falhado ao transmitir seus sonhos, pois não deseja transmitir tristeza, pessimismo ou obscurantismo, mas uma melodia maternal, hipnótica e surreal, algo que certamente faz com êxito. Suas letras (que são compostas e cantadas em sua língua materna, o francês) não transmitem tristeza, ainda assim, na minha opinião, a coisa é ligeiramente depressiva sim. De qualquer modo, belíssima banda, e um grande convite àqueles que não conhecem a vertente ou a banda!

|    Official Website    |    Facebook Page    |
|    Twitter    |    Bandcamp    |


 Tristesse Hivernale (Demo) (2001)

01 - Tristesse Hivernale
02 - La Forêt de Cristal
03 - En Mémoire Aux Valeureux Guerriers
04 - La Mort Plane Sur Ces Contrées Glacées

 Le Secret (EP) (2005)

01 - Le Secret
02 - Élévation

 Souvenirs d'un Autre Monde (2007)

01 - Printemps Émeraude
02 - Souvenirs d'un Autre Monde
03 - Les Iris
04 - Ciel Errant
05 - Sur L'autre Rive Je T'attendrai
06 - Tir Nan Og

Comprar

Ouvir (Spotify)
Ouvir (Bandcamp)

 Aux Funérailles du Monde/Tristesse Hivernale (Split) (2007)

01 - Alcest: Tristesse Hivernale
02 - Alcest: La Forêt de Cristal
03 - Alcest: En Mémoire Aux Valeureux Guerriers
04 - Alcest: La Mort Plane Sur Ces Contrées Glacées
05 - Angmar: Les Songes de l'Hiver
06 - Angmar: L'Écho de Ta Haine
07 - Angmar: Argaël... A Wisdom Called Hate
08 - Angmar: La Pestilence Amère de la Mélancolie
09 - Angmar: Krankheit
10 - Angmar: The Strider (Rehearsal)

 Les Discrets/Alcest (Split) (2009)

01 - Les Discrets: L'Échappée
02 - Les Discrets: Après l'Ombre
03 - Les Discrets: Song For Mountains (Demo)
04 - Alcest: Percées de Lumière
05 - Alcest: Circe Poisoning The Sea

Ouvir (Spotify)

 Écailles de Lune (2010)

01 - Écailles de Lune (Part I)
02 - Écailles de Lune (Part II)
03 - Percées de Lumière
04 - Abysses
05 - Solar Song
06 - Sur L'Océan Couleur de Fer

Comprar

Ouvir (Spotify)
Ouvir (Bandcamp)

 Le Secret (EP) (Reissue) (2011)

01 - Le Secret (2011 Version)
02 - Élévation (2011 Version)
03 - Le Secret (2005 Version)
04 - Élévation (2005 Version)

Ouvir (Spotify)
Ouvir (Bandcamp)

 Les Voyages de L'âme (2012)

02 - Là Où Naissent Les Couleurs Nouvelles
04 - Nous Sommes L'emeraude
05 - Beings of Light
06 - Faiseurs de Mondes
07 - Havens
08 - Summer's Glory

Comprar

Ouvir (Spotify)
Ouvir (Bandcamp)

 BBC Live Session (Live) (2012)

01 - Souvenirs d'un Autre Monde
02 - Écailles de Lune (Part I)
03 - Autre Temps

Ouvir (Spotify)
Ouvir (Bandcamp)

 Shelter (2014)

01 - Wings
02 - Opale
03 - La Nuit Marche Avec Moi
04 - Voix Sereines
05 - L'eveil des Muses
06 - Shelter
07 - Away
08 - Délivrance
09 - Into The Waves (Bonus Track)

Comprar

Ouvir (Spotify)
Ouvir (Bandcamp)

Um comentário:

  1. Essa banda é simplesmente fantástica, me apaixonei pela maneira que ele usa seu talento para compor e produzir essas obras de artes!! Simplesmente fantástico!

    ResponderExcluir