Social Icons

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Borknagar - Discografia Comentada

É indiscutível a quantidade de bandas que surgiu na Noruega nos 90, voltada para o Metal Extremo. Alguns nomes ganharam fama mundial, como o Dimmu Borgir, o Burzum, o Immortal e o Emperor. Um outro gigante surgiu com o fim do Molested. Após o encerramento das atividades da banda, o guitarrista Oystein Garnes Brun resolveu montar o seu próprio conjunto. Em 1995 quando ele já possuía músicas e letras prontas para entrar em estúdio, a formação da sua banda foi completada por Garm (ex-vocalista das bandas Arcturus e Ulver), Grim (ex-baterista de bandas como Immortal e Gorgoroth), Ivar Bjornson (ex-tecladista do Enslaved) e Infernus (ex-baixista do Gorgoroth).
O nome escolhido para a banda foi Borknagar, palavra proveniente do nome de uma montanha da Escócia, Lochnagar. Foi com este line-up que a banda fechou o seu primeiro contrato com a gravadora Malicious Records para o lançamento do seu primeiro trabalho, “Borknagar”.
O álbum foi um grande sucesso, principalmente por trazer um Black Metal original e criativo, algo que estava em falta na época.
Em seguida, o conjunto assinou contrato com a gigante Century Media Records e lançou o seu segundo disco The Older Domain, em 1997. Outro disco muito foda, que se destaca pelo instrumental técnico, com momentos acústicos e muitas passagens de piano.
Após o lançamento, Infernus deixou a banda e Kai K. Lie ocupou o seu lugar no baixo.
The Older Domain possibilitou ao conjunto uma boa turnê ao lado do In Flames e do Night In Gales. Para a turnê, ingressaram na banda Jens Ryland (guitarra) e ICS Vortex (baixo e vocais). Após a tour, ocorrreu a entrada de um novo vocalista, Simen Hestanaes, indicado por Garm, que deixara a banda para dedicar-se a outros projetos.
Com esse line-up partiram para as gravações do terceiro disco: The Archaic Course, que sai em 1998. Após o lançamento do disco novas mudanças aconteceram: o baterista Erik "Grim" Brødreskift, o baixista Kai K. Lie, o tecladista Ivar Bjornson Peersen abandonaram a banda. Ainda assim, o conjunto faz uma grande turnê com o Cradle Of Filth e o Napalm Death e em seguida com o Emperor. Na excursão, Nick Barker (Cradle of Filth e Dimmu Borgir) ajudou a banda tocando bateria. Apesar dos problemas, o Borknagar se tornou uma das primeiras bandas escandinavas a tocar nos Estados Unidos.
Após esta tour foi anunciada a entrada do baterista Asgeir Mickelson e do tecladista Lars Nedland.
O conjunto partiu então para uma nova empreitada, com a gravação de Quintessence, que saiu em 2000.
Quintessence é o álbum mais forte da carreira da banda, que certamente mostrou ao mundo a importância da Noruega dentro da música extrema. O som manteve a mesma pegada épica, mas com algumas passagens setentistas nos teclados e com todo o peso característico do grupo. Durante a turnê de divulgação do novo cd, I.C.S Vortex deixa o conjunto e passa a integrar o Dimmu Borgir, abrindo espaço para dois novos integrantes: Tyr (Emperor, Satyricon) assumiu o baixo e Andreas Hedlund, ou melhor, Vintersorg (Otyg e Vintersorg) o vocal.
Apesar de gostar bastante de I.C.S Vortex, não dá para negar que a banda cresceu muito após a sua saída, principalmente pela entrada de Vintersorg, que além de ser um dos melhores vocalistas do estilo, se mostra um excelente compositor. O resultado disso, pode ser conferido em Empiricism, que saiu em 2001. O disco é muito bom, com momentos épicos, além de verdadeiros petardos, músicas com excelentes refrões e ótimas passagens de piano.
Após o lançamento de Empiricism, muitos passaram a rotular a banda como sendo uma de Progressive Black Metal. Segundo Øystein G. Brun, a banda não pode ser reconhecida como um conjunto de Black Metal, mas sim de Epic Metal.
Após três anos sem um lançamento, sai Epic (2004), disco que conta com a participação dos seguintes músicos: Oystein G. Brun (guitarra), Lars A. Nedland (sintetizadores), Asgeir Mickelson (baixo e bateria) e Vintersorg (vocais).
O disco se destaca pelo Black Metal de qualidade, com muito peso, composições pra lá de climáticas e sinfônicas, ou seja, tudo como antes, o que é muito bom nesse caso.
Em 2006, o conjunto parte para um projeto ousado, que consiste na gravação de um álbum acústico, algo totalmente fora dos padrões, para uma banda do estilo.
Mas a idéia de muito certo, com o excelente Origin. O destaque do álbum fica para a versatilidade de Vintersorg, que tirou de pauta suas linhas vocais urradas, cantando somente de forma limpa e naturalmente tendo um desempenho de primeira. Destaque também para o trabalho feito pelos músicos convidados Steiner Ofsdal (flautas), Sareeta (violino) e Thomas Nilsson (cello). Compleram a formação: Oystein G. Brun (guitarra), Lars A. Nedland (teclado) e Asgeir Mickelson (bateria).
Em fevereiro de 2010 a banda lança o álbum Universal que teve uma ótima repercussão perante os fãs pelo mundo. O estilo pouco convencional tocando pelo conjunto se destaca cada vez mais em Universal, muito disso devido ao trabalho do tecladista Lazare, grande responsável pela veia folclórica, além de exibir a sempre marcante influência do Progressivo da década de 1970, em bases perfeitamente conectadas às seções Heavy Metal.
Universal também se caracteriza por marcar o retorno de Jens Ryland (guitarra) e a saída de Tyr (baixo), além da adição do baterista norte-americano David Kinkade (Malevolent Creation). Além disso, o disco tem a participação especial de I.C.S Vortex, na faixa My Domain, uma das melhores do álbum.
Após sete anos sem fazer shows fora da Noruega a banda se apresenta no festival alemão Wacken Open Air. Infelizmente, a banda teve a sua primeira turnê sul-americana cancelada em setembro de 2010 o que deixou todos os fãs sul-americanos e banda extremamente decepcionados.
Em abril de 2011, I.C.S Vortex é confirmado novamente como membro fixo da banda, e com ele trabalharam no lançamento de mais um primoroso álbum que veio a ser lançado em 2012 sob o título "Urd".


 Borknagar (1996)

01 - Vintervredets Sjelesagn
02 - Tanker Mot Tind (Kvelding)
03 - Svartskogs Gilde
04 - Ved Steingard
05 - Krigsstev
06 - Dauden
07 - Grimskalle Trell
08 - Nord Naagauk
09 - Fandens Allheim
10 - Tanker Mot Tind (Gryning)

Ouvir (Spotify)

 The Olden Domain (1997)

01 - The Eye Of Oden
02 - The Winterway
03 - Om Hundredeaar Er Alting Glemt
04 - A Tale Of Pagan Tongue
05 - The Mountains Rove
06 - Grimland Domain
07 - Ascension Of Our Fathers
08 - The Dawn Of The End

Ouvir (Spotify)

 The Archaic Course (1998)

01 - Oceans Rise
02 - Universal
03 - The Witching Hour
04 - The Black Token
05 - Nocturnal Vision
06 - Ad Noctum
07 - Winter Millenium
08 - Fields Of Long Gone Presence (Outro)

Ouvir (Spotify)

 Quintessence (2000)

01 - Rivalry Of Phantoms
02 - The Presence Is Ominious
03 - Ruins Of The Future
04 - Colossus
05 - Inner Landscape
06 - Invincible
07 - Icon Dreams
08 - Genesis Torn
09 - Embers
10 - Revolt

Ouvir (Spotify)

 Empiricism (2001)

01 - The Genuine Pulse
02 - Gods Of My World
03 - The Black Canvas
04 - Matter And Motion
05 - Soul Sphere
06 - Inherit The Earth
07 - The Stellar Dome
08 - Four Element Synchronicity
09 - Liberated
10 - The View Of Everlast

Ouvir (Spotify)

 Epic (2004)

01 - Future Reminiscence
02 - Traveller
03 - Origin
04 - Sealed Chambers Of Electricity
05 - The Weight Of Wind
06 - Resonance
07 - Relate (Dialogue)
08 - Cyclus
09 - Circled
10 - The Inner Ocean Hypothesis
11 - Quintessence
12 - The Wonder

Ouvir (Spotify)

 Origin (2006)

01 - Earth Imagery
02 - Grains
03 - Oceans Rise
04 - Signs
05 - White
06 - Cynosure
07 - The Human Nature
08 - Acclimation
09 - The Spirit Of Nature

Ouvir (Spotify)

 For The Elements (1996-2006) (2008)

01 - Dauden
02 - The Eye Of Oden
03 - The Dawn Of The End
04 - Oceans Rise
05 - Universal
06 - Ad Noctum
07 - Presence Is Ominous
08 - Colossus
09 - The Genuine Pulse
10 - Gods Of My World
11 - Inherit The Earth
12 - Future Reminiscence
13 - Origin
14 - White
15 - The Human Nature

Ouvir (Spotify)

 Universal (2010)

01 - Havoc
02 - Reason
03 - The Stir Of Seasons
04 - For A Thousand Years To Come
05 - Abrasion Tide
06 - Fleshflower
07 - Worldwide
08 - My Domain
09 - Coalition Of The Elements (Bonus)
10 - Loci (Bonus)

Ouvir (Spotify)

 Urd (2012)

01 - Epochalypse
02 - Roots

03 - The Beauty of Dead Cities
04 - The Earthling
05 - The Plains of Memories
06 - Mount Regency
07 - Frostrite
08 - The Winter Eclipse
09 - In A Deeper World


Ouvir (Spotify)

 Winter Thrice (2016)

01 - The Rhymes of The Mountain
02 - Winter Thrice
03 - Cold Runs The River
04 - Panorama
05 - When Chaos Calls
06 - Erodent
07 - Noctilucent
08 - Terminus

Ouvir (Spotify)

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Pain Of Salvation - Discografia Comentada

A história do Pain Of Salvation se confunde com a história de Daniel Gildenlöw. Em 1984, Gildenlöw formou a sua primeira banda, o Reality, que contava com a seguinte formação: Mikael Pettersson (bateria), Daniel Magdic (guitarra), Daniel Gildenlöw (guitarra e vocais) e Joakim Strandberg (baixo). Nessa época, Daniel Gildenlöw tinha onze anos de idade.
Em 1987, o Reality participou de um festival em sua terra natal chamado Rock-SM e Gindenlöw recebeu o prêmio de melhor vocalista.
O embrião do que viria a ser o Pain Of Salvation começa a tomar forma em 1990, quando ocorrem diversas mudanças na formação do Reality: Magnus Johansson substitui Joakim, e Johan Langell (na época com 14 anos) substitui Mikael. A parte criativa da banda continua sendo Gildenlöw e Magdic. No mesmo ano, Magnus deixa a banda e é substituído por Gustaf Hielm (que depois iria para o Meshuggah).
Em 1991, mudam o seu nome para Pain Of Salvation e começam a participar de muitos concursos e festivais (vencendo a maioria deles), porém a fama do conjunto ainda era pequena.
No final de 1994, Gustaf Hielm deixa a banda, e é rapidamente substituído por Kristoffer Gildenlöw, irmão mais novo de Daniel, que na época tinha apenas 16 anos. Continuaram com shows e concursos, mas ainda não havia um tecladista na banda.
Esse cenário muda em 1996, com a entrada Fredrik Hermansson, de apenas vinte anos, nos teclados.
Com a formação completa, o conjunto parte para o estúdio e grava a demo Hereafter, ainda em 1996. O trabalho é apresentado para diversas gravadoras e em 1997, lançam seu primeiro disco: Entropia, na Suécia e na Ásia. No restante do mundo o disco foi lançado somente em 1999.
Neste registro, é contada a história de uma família que vive no mundo ficcional de Entropia, onde acontece uma guerra que acaba por separar o pai do resto da família e fazendo com que, posteriormente, os outros membros da família venham a falecer.
O disco já mostrava a marca registrada do conjunto, que faz excelente trabalho de composição e de execução das faixas.
Desde o início o Pain Of Salvation se tornou um dos grandes expoentes do Prog Metal.
Quando eu ouvi falar dessa banda, tive a impressão de que seria uma imitação do Dream Theater, mas não é nada disso, o Pain Of Salvation tem uma identidade própria e não pode ser comparado a nenhuma outra banda.
Um mês antes de gravarem o segundo álbum, One Hour By The Concrete Lake, Daniel Magdic deixa a banda por diferenças musicais, em consenso com todos da banda. Então, Johan Hallgreen foi chamado para substituí-lo apenas como músico de estúdio. Ele teve a tarefa árdua de aprender todas as músicas em menos de um mês, e o resultado foi tão bom que a banda decidiu convidá-lo para ser um membro fixo.
Em 1998, lançam One Hour By The Concrete Lake, uma verdadeira obra-prima e como não poderia ser diferente, o disco recebeu excelentes críticas dos mais variados lugares do mundo.
O sucesso foi tão grande que fizeram uma tour européia de três semanas em 1999, junto com Threshold e Eldritch.
The Perfect Element, Part I, lançado em 2000, também é um excelente trabalho e após consolidar o Pain Of Salvation como um dos maiores nomes do Prog Metal mundial, o conjunto se exibiu como atração principal no ProgPower USA.
Quando iam entrar em estúdio para gravar a continuação do The Perfect Element Part I, recebem a notícia de que a orquestra que iria ser utilizada no álbum não estava disponível. Como já tinham agendado o estúdio, Daniel Gildenlöw decidiu gravar um álbum, mas não o The Perfect Element Part II. Compôs então material novo (sem aproveitar nada do que foi planejado para TPE Part II) em cerca de um mês, juntou mais duas músicas antigas, e gravaram o álbum Remedy Lane, lançado no início de 2002.
Tal mudança repentina poderia colocar todo o trabalho por água à baixo, mas não para um gênio como Daniel Gildenlöw, que conseguiu compor outro excelente disco, que não deixa nada a desejar para os seus antecessores.
Logo em seguida, pegam a estrada para abrirem os shows do Dream Theater na turnê européia da banda. O convite partiu de Mike Portnoy que se dizia o fã número um da banda.
A banda foi chamada para cuidar do musical Jesus Christ Superstar em Eskilstuna, na Suécia, e o fizeram muito bem. O musical obteve grande sucesso na Suécia e ajudou a popularizar ainda mais a banda.
Em 2004, o conjunto grava um especial acústico para uma rádio local e em seguida, o especial vira um disco: 12:5. A obra traz músicas dos quatro albuns de estúdio da banda mescladas em três partes, ou, oficialmente falando, livros.
Ainda em 2004, lançam mais um disco de estúdio, o conceitual BE. Antes do lançamento oficial de BE, o conjunto fez algumas participações ao vivo do material ao lado dos músicos da Orchestra Of Eternity, e em 2005, tal material foi lançado em CD e DVD.
Em 2006, o baixista Kristoffer Gildenlöw deixa o conjunto para se dedicar à sua família. Com isso, em Scarsick lançado em 2007, Daniel Gildenlöw grava as partes do baixo, guitarras e vocais.
Ainda em 2007, Simon Andersson assume o baixo. O músico fica apenas um ano na banda, e para o seu lugar vem Per Schelander, que é um músico de apoio para as turnês. Assim, a formação oficial do POS passou a contar com apenas quatro membros.
A bateria também troca de dono, com a saída de Johan Langell e a entrada do francês Léo Margarit.
O último trabalho do conjunto até entã é Road Salt One, lançado em 2010.


 Hereafter (Demo) - 1996

01 - ! (Foreword)
02 - Revival
03 - Nightmist
04 - Never Learn To Fly
05 - To The End
06 - Beyond The Mirror
07 - People Passing By
08 - Timeweaver's Tale
09 - Plains Of Dawn

Download

 One Hour By The Concrete Lake - 1998

01 - Spirit Of The Land
02 - Inside
03 - The Big Machine
04 - New Year's Eve
05 - Handful Of Nothing
06 - Water
07 - Home
08 - Black Hills
09 - Pilgrim
10 - Shore Serenity
11 - Inside Out
12 - Beyond The Mirror (Japanese Bonus Track)
13 - Timeweaver's Tale (Japanese Bonus Track)

Download


 Entropia - 1999

01 - ! (Forward)
02 - Welcome To Entropia
03 - Winning A War
04 - People Passing By
05 - Oblivion Ocean
06 - Stress
07 - Revival
08 - Void Of Her
09 - To The End
10 - Circles
11 - Night Mist
12 - Plains Of Dawn
13 - Leaving Entropia (Epilogue)
14 - To The End (Japanese Bonus Track)
15 - Never Learn To Fly (Japanese Bonus Track)

Download

 The Perfect Element, Part I - 2000

01 - Used
02 - In The Flesh
03 - Ashes
04 - Morning On Earth
05 - Idioglossia
06 - Her Voices
07 - Dedication
08 - King Of Loss
09 - Reconciliation
10 - Song For The Innocent
11 - Falling
12 - The Perfect Element

Download

 Remedy Lane - 2002

01 - Of Two Beginnings
02 - Ending Theme
03 - Fandango
04 - A Trace Of Blood
05 - This Heart of Mine (I Pledge)
06 - Undertow
07 - Rope Ends
08 - Chain Sling
09 - Dryad Of The Woods
10 - Remedy Lane
11 - Waking Every God
12 - Second Love
13 - Beyond The Pale

Download

 12:5 - 2004

01 - Brickwork Part I (Leaving Entropia T5 A)
02 - Brickwork Part II (This Heart Of Mine T5)
03 - Brickwork Part III (Song For The Innocent T5)
04 - Brickwork Part IV (Descend 1)
05 - Brickwork Part V (Leaving Entropia T5 B)
06 - Winning A War T5
07 - Reconciliation T5
08 - Dryad Of The Woods T5
09 - Oblivion Ocean T5
10 - Undertow T5
11 - Chainsling T5
12 - Brickwork Part VI (Ascend 1)
13 - Brickwork Part VII (Ascend 2)
14 - Brickwork Part VIII (Second Love)
15 - Brickwork Part IX (Ashes T5)
16 - Brickwork Part X (Descend 2)

Download

 BE - 2004

01 - Animae Partus
02 - Deus Nova
03 - Imago
04 - Pluvius Aestivus
05 - Lilium
06 - Nauticus
07 - Dea Pecuniae
08 - Vocare Dei
09 - Diffidentia
10 - Nihil Morari
11 - Latericlus Valete
12 - Omni
13 - Iter Impius
14 - Martius-Nauticus
15 - Animae Partus II

Download


 BE (Original Stage Production) - 2005

01 - Animae Partus (I Am)
02 - Deus Nova
03 - Imago
04 - Pluvius Aestivus
05 - Lilium Cruentus
06 - Nauticus
07 - Dea Pecuniae
08 - Vocari Dei
09 - Diffidentia
10 - Nihil Morari
11 - Latericius Valete
12 - Omni
13 - Iter Impius
14 - Martius (Nauticus II)
15 - Animae Partus II

Download

 Scarsick - 2007

01 - Scarsick
02 - Spitfall
03 - Cribcaged
04 - America
05 - Disco Queen
06 - Kingdom Of Loss
07 - Mrs. Modern Mother Mary
08 - Idiocracy
09 - Flame To The Moth
10 - Enter Rain

Download

 Linoleum - EP - 2009

01 - Linoleum
02 - Mortar Grind
03 - If You Wait
04 - Gone
05 - Bonus Track B
06 - Yellow Raven

Download

 Ending Themes (On The Two Deaths Of Pain Of Salvation) - 2009

Chapter 01 - Intro
Chapter 02 - Scarsick
Chapter 03 - America
Chapter 04 - Nightmist
Chapter 05 - ! (Foreword)
Chapter 06 - Handful Of Nothing
Chapter 07 - New Year's Eve
Chapter 08 - Ashes
Chapter 09 - Undertow
Chapter 10 - Brickworks 1 (Part II - IV)
Chapter 11 - Chain Sling
Chapter 12 - Diffidentia
Chapter 13 - Flame To The Moth
Chapter 14 - Disco Queen
Chapter 15 - Hallelujah
Chapter 16 - Cribcaged
Chapter 17 - Used

Download

 Road Salt One - 2010

01 - What She Means To Me (Bonus Track)
02 - No Way (Extended Version)
03 - She Likes To Hide
04 - Sisters
05 - Of Dust
06 - Tell Me You Don't Know
07 - Sleeping Under The Stars
08 - Darkness Of Mine
09 - Linoleum
10 - Curiosity
11 - Where It Hurts
12 - Road Salt (Extended Version)
13 - Innocence

Download

 Road Salt Two - 2011

01 - Road Salt Theme
02 - Softly She Cries
03 - Conditioned
04 - Healing Now
05 - To The Shoreline
06 - Eleven
07 - 1979
08 - The Deeper Cut
09 - Mortar Grind
10 - Through The Distance
11 - The Physics Of Gridlock
12 - End Credits

Download

 Falling Home (2014)

01 - Stress
02 - Linoleum
03 - To The Shoreline
04 - Holy Diver (Dio Cover)
05 - 1979
06 - She Likes To Hide
07 - Chain Sling
08 - Perfect Day (Lou Reed Cover)
09 - Spitfall
10 - Mrs. Modern Mother Mary
11 - Flame To The Moth

Download